fundo_sobre

COMO TUDO COMEÇOU

Pedro Sol Blanco nasceu em 20 de julho de 1985, no Rio de Janeiro. Filho de dois musicistas, o mais velho de 6 irmãos e primeiro neto de um dos maiores nomes da musica brasileira – Billy Blanco – que só “sacudiu do planeta”, como ele próprio dizia, após deixar um legado musical e de vida para seus neto Pedro Sol que iniciou sua carreira artística aos 6 anos de idade cantando em shows ao vivo e em gravações produzidos por seu pai Billy Blanco Jr., e foi alfabetizado em Inglês por sua mãe Maria.

Aos 12 anos aprendeu a tocar violão e começou logo a compor. O surfe veio em seguida. “I’m Sorry” foi sua primeira composição, inspirada na primeira canção que seu pai lhe ensinou a tocar ao violão “For no one”, dos Beatles.

Aos 16 anos Pedro lançou o seu primeiro disco solo chamado “Pedro Sol” pela Sony Music com 11 faixas inéditas. Participou musicalmente de filmes como: Um Show de Verão, com Angélica e Luciano Huck, de Moacyr Góes. Pedro também interpretou a canção tema do filme de Renato Aragão O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili, dirigido por Marcos Figueiredo. Os dois filmes foram produzidos por Diler Trindade.

A pressão e a aparente necessidade de precisar pertencer a algum grupo ou “tarja musical” causou um certo desconforto na época, mas a paixão, respeito e o seu amor profundo pela música fez com que ele se distanciasse dos holofotes por escolha própria para buscar até encontrar, segundo ele, “minha própria identidade dentro das minhas raízes, cercado por inspirações contemporâneas e ousando vislumbrar um futuro cada vez menos imaginário e mais real”. Nesse ponto, Pedro cursa Harmonia e Percepção Musical na UNIRIO.

Em paralelo, o jovem musico e cantor alargou sua experiência também como ator, em grandes produções de Teatro Musical como Beatles num Céu de Diamantes, Milton Nascimento – Nada Será Como Antes, O Despertar da Primavera e 7 o Musical. Sua estréia no cinema se dá no longa-metragem musical “Nervos de Aço” de Maurice Capovilla.

Em outras áreas, se formou Instrutor pela Associação de Surf Internacional “ISA”, Professor de Inglês pela Cambridge Certificate of Advanced English e Professor de musica para crianças de 0 a 18 em escolas e em aulas particulares para todas as idades.

A palavra, o conceito e o novo estilo musical “Surfnbossa”© foi o resultado de mais de uma decada de estudos e pesquisas do cantor, compositor e surfista Pedro Sol, que explica: “Surfnbossa é uma forma simples de tocar e apresentar uma canção como ela é, do jeito que estava quando foi concebida. Com a mistura dos elementos característicos da Bossa Nova e da Surf Music em uma nova composição. Imagine uma canção antes da banda, antes do produtor, antes do estúdio, e até mesmo antes do público… Bem-vindos à SURFNBOSSA!”

O “VA” (Virtual Album) “Surfnbossa” tem 12 faixas autorais e um “bonus track” e foi gravado no estúdio “Toca do Bandido”, santuário musical de Tom Capone. Um trabalho gravado e mixado por Leo Ribeiro e Masterizado por Luis Tornaghi.

As faixas estão disponíveis para audição no SoundCloud e downloads específicos como: “bonus track”, Faixas aleatórias ou Disco inteiro. Também se encontram disponível a Sessão de Protools aberta para produtores, músicos e DJs que tenham interesse para criação colaborativa – enviem seu pedido para surfnbossa@gmail.com após a sua inscrição. Podem ser pedidas faixas instrumentais para karaoke ou somente o vocal para experimentar novas harmonias e arranjos com outros instrumentos que afinam em 432 Hz e 444 Hz as duas freqüências em que o disco foi gravado sem metrônomo nem afinação digital.

P.s.: Os trabalhos feitos serão compartilhados aqui no Surfnbossa (Novidades) além dos vídeos e fotos postados com #surfnbossa. Defendendo enfim sua posição musical momentânea em poucas palavras:

“Espero ser uma gota de água fresca,
 busco ser um raio de sol quente, almejo ser a paz que tanto espero dos outros,
 quero ser o silêncio num mundo de caos, confusão e conflito.”

Pedro Sol